Mediunidade | Geral

43 PERGUNTA: Diz no livro Greber que o único meio para o crescimento espiritual é por meio da mediunidade ou da comunicação espiritual em alguma outra forma. Em outros ensinamentos, diz-se que a pessoa pode entrar em contato com a parte divina dentro de si mesma que contém toda a sabedoria. O que é certo e como qualquer um deles funcionaria?

RESPOSTA: Claro, o objetivo final é encontrar o que é divino em você. Não há dúvidas sobre isso. Mas, até chegar tão longe, você precisa de ajuda. Freqüentemente, a comunicação com o Mundo Espiritual de Deus é o melhor meio de obter ajuda. Por mais complicado e perigoso que seja o estabelecimento de tal comunicação, uma vez estabelecida, é mais adequada para ajudá-lo a remover tudo o que obstrui sua própria centelha divina. Porém, esta não é a única maneira. Os professores humanos também podem ajudá-lo a remover suas obstruções internas. Sempre houve ótimos professores que fizeram exatamente isso.

No seu tempo, existe um outro meio, o remédio da alma, que você chama de análise profunda. O fato de nem sempre ser bem administrado não refuta mais seu valor para a libertação da alma - e esse é seu propósito último, quer seus médicos saibam ou não - do que o desenvolvimento mal aplicado ou interrompido na mediunidade refuta o valor disso.

A comunicação com o Mundo Espiritual, em última análise, tem apenas um propósito, não importa em que estágio de desenvolvimento o meio está. Aprender sobre os fatos da Criação, sobre Deus e o que acontece no universo e nas várias esferas é secundário, meus amigos. O único propósito de falar sobre essas coisas é ajudá-lo a compreender a razão da vida e a necessidade de desenvolvimento, e dar-lhe o incentivo para superar sua resistência em dar os passos para alcançar sua própria centelha divina. Você deve considerar todos os ensinamentos e todas as religiões desse ponto de vista.

O conhecimento dos fatos universais é uma ajuda e um incentivo e não o objetivo final. O objetivo final é o autoconhecimento e a autopurificação, pois somente por meio disso você pode fazer contato com sua própria centelha divina. Caso contrário, é turvo e não confiável, e pode facilmente ser confundido com desejos inconscientes que nada têm a ver com o divino no ser humano.

No entanto, o contato com o Mundo Divino não é o caminho para todos os seres humanos. Outras formas podem ser mais adequadas para algumas pessoas. Depende da personalidade e de seu estágio de desenvolvimento, mas a única razão para a vida na Terra é a purificação e a autodescoberta. Existem muitas maneiras de ajudá-lo nisso. Se você tem a graça e o privilégio de se comunicar com o mundo de Deus, este método deve ser o mais adequado para ajudá-lo, porque naturalmente seria um pouco mais rápido e direto em lhe mostrar como seguir no seu caminho para se encontrar. Mas não é o único caminho.

 

63 PERGUNTA: Posso perguntar o quanto se pode pedir a vocês, espíritos, a respeito dos pensamentos em outros seres humanos? Há alguém sobre quem eu adoraria saber mais - entender. Os espíritos podem ver o que está acontecendo e nos contar para que possamos entender melhor?

RESPOSTA: Podemos ver tudo bem, mas seria totalmente contra a lei espiritual falar sobre isso. Um dos motivos é que isso estaria violando a privacidade e o livre arbítrio da outra pessoa. Essa pessoa pode não querer ser entendida por outro ser humano e pode decidir se esconder atrás de uma parede. Esta pode não ser uma decisão sábia, mas deve ser respeitada. Outra razão é que isso não aumentaria o seu próprio crescimento.

Você pode desenvolver sua intuição, sensibilidade e capacidade de compreensão apenas desenvolvendo-se. Esta é a única maneira saudável e boa de obter acesso à compreensão das outras pessoas, de transpor o muro de separação. Deve acontecer por meio de seus próprios esforços. Se os espíritos fizessem o que você sugere, eles não apenas seriam antiéticos, mas também o enfraqueceriam.

Existem certas exceções, mas como, quando e por que essas exceções ocorrem é muito complicado para examinar agora. Mas se isso acontecer, há uma razão boa e válida para isso. Isso, então, seria totalmente construtivo.

 

80 PERGUNTA: Você poderia comentar algo que vi recentemente? Assisti a uma demonstração de clarividência em que a médium não estava em transe, mas podia ver certos espíritos. O que acontece nesse caso? É um caso de leitura da mente, percepção de corpos etéricos, ou é possível que o espírito em questão estivesse realmente lá para que o médium pudesse vê-lo?

RESPOSTA: Todas essas alternativas são possíveis. A humanidade sempre pensa em termos de ou / ou. Não tenho como determinar agora quais dessas alternativas se aplicam ao caso particular. Mas realmente não faz tanta diferença quanto você está inclinado a acreditar. Você parece pensar que, se for uma questão de leitura da mente, isso elimina a vida e a existência do ser espiritual. A vivacidade do espírito e seu vínculo com você podem fazer com que seu subconsciente fique impressionado com ele, de modo que um clarividente o perceba através do desvio de seu próprio subconsciente.

PERGUNTA: Mas é possível que o espírito real estivesse realmente lá?

RESPOSTA: Claro que é possível. Absolutamente.

 

QA181 PERGUNTA: Queremos saber sobre uma ideia que a médium [Eva] teve, que seria benéfico para nós fazer alguns exercícios de respiração, relaxamento e vibração antes da palestra, para nos colocar em um humor melhor e mais aberto para isso.

RESPOSTA: Sim, acho que isso seria muito construtivo. Fazer isso por alguns minutos abriria muitos, muitos canais internos, onde as palavras que estão sendo ditas aqui não seriam apenas recebidas em um nível intelectual, mas também iriam mais fundo, em um nível emocional.

Mesmo no nível intelectual, é muito frequente que minhas palavras repercutam, que alguns dos meus amigos aqui se sentam com bloqueios, com medos, com ansiedade, com defesas e com outras defesas rígidas para dar uma certa aparência. Eles não se soltam; eles não ousam ser eles mesmos; eles estão contraídos por dentro e, portanto, as palavras não podem realmente alcançá-los.

Eles podem alcançá-los até certo ponto, é claro, e de fato, mesmo agora, às vezes eles contornam o cérebro e são recebidos em um nível interno. Mas se esses exercícios fossem feitos, a pessoa interior seria mais receptiva e você sentiria mais as palavras. Você ficaria menos isolado e mais receptivo, em outras palavras.

É por isso que eu receberia muito bem uma coisa dessas. Mais tarde, à medida que todo o grupo se desenvolve em estágios diferentes e mais expansivos, mais pode ser feito. Mais estará reservado. Mas, no momento, isso seria muito bem-vindo.

 

QA192 PERGUNTA: Nos últimos meses, um dos videntes e curandeiros mais conhecidos dos Estados Unidos expressou a opinião de que não existe um processo como a reencarnação. Comuniquei-me com esta pessoa, que entendo ser capaz de estar em contato com o Mundo Espiritual, e sua resposta foi que muitas outras pessoas - médiuns e também pessoas que se dedicam às ciências psíquicas, tanto nos Estados Unidos como nas Inglaterra - mantenha a mesma opinião. Ela diz que “há muitas mansões no reino de meu pai”, mas as pessoas não voltam aqui. E eu ficaria muito grato a vocês se pudessem comentar sobre esse processo, porque eu pessoalmente sinto e acredito nisso.

RESPOSTA: Isso está errado. Isso é tudo que posso dizer. Não está correto. A vida, a esfera terrestre, a vida da matéria, tem uma função muito definida. E esta função é, bem verdade, apenas uma fase em muitas, muitas outras fases em todo o esquema do processo evolutivo. No entanto, não há uma única fase no processo evolutivo que possa ser tratada em um intervalo de tempo infinitesimal, assim como uma vida. Isso não poderia ser, mesmo com a maior das exceções, mesmo com o mais rápido de todos os desenvolvimentos.

A melhor maneira de avaliar isso é comparar os muitos, muitos diferentes estados de consciência representados nesta esfera terrestre. Se a esfera terrestre tivesse apenas uma vida, para ser vivida em um estágio, então, de fato, as entidades encarnadas aqui estariam todas, mais ou menos, dentro de uma estrutura limitada, dentro do mesmo estágio de desenvolvimento.

Mas você pode encontrar aqui discrepâncias tão vastas, com todos os graus intermediários, que é lógico que aqueles que atingiram o mais alto grau de consciência que um ser humano pode ter, que viveram vidas anteriores exatamente na mesma esfera, porque de outra forma eles não poderiam ter chegado lá.

É verdade que as discrepâncias existem; não é verdade que todos concordam. E isso é comprovável. Não importa em que grau um ou outro seja mais numeroso em representação. Os tempos mudam, e os tempos variáveis ​​também contam para a geografia. Quero dizer, todo o Oriente, cujo desenvolvimento espiritual por séculos foi muito, muito à frente da civilização ocidental, todos concordam com o processo de reencarnação.

Mas há muitos motivos pessoais para esses mal-entendidos ou essas linhas estreitas e bloqueios. Eu digo que não é importante do ponto de vista humano insistir nessa questão. Eu digo que é energia desperdiçada; Eu digo que não deve ser feito um ponto tão terrivelmente importante, porque, do ponto de vista dos conceitos mentais, não pode ser provado de qualquer maneira. E do ponto de vista da experiência interior, não pode ser transmitido como prova.

A experiência interior só é possível na medida em que estamos abertos a uma ideia. No momento em que estamos fechados para uma ideia, a experiência interior também se fecha. Assim, se uma pessoa está fechada, por exemplo, para a ideia de que existe uma consciência maior do que o intelecto, ela nunca pode experimentar que tal consciência realmente existe. É assim com tudo o mais.

Seria um assunto muito sério se, por exemplo, fosse negada a necessidade de se desenvolver e ser sincero com o próprio ser. Isso realmente exigiria um contra-ponto de vista muito eficaz. Seria importante que os indivíduos se convencessem de que a vida é um continuum, que esta vida na Terra não é apenas uma aparição fortuita sem nada antes ou depois, que existe de fato uma grande cadeia contínua de eventos, expressando a evolução da pessoa. Aquilo é importante.

Mas se a reencarnação é um fato ou não, não é importante. Menciono isso porque é uma verdade e transmito a verdade como a vejo. Mas eu não me detenho nisso, como todos vocês sabem, enquanto me detenho na existência contínua de entidades e na importância do desenvolvimento contínuo. Isso é o que tenho a dizer.

PERGUNTA: Peço a alguém um comentário adicional sobre uma declaração, feita novamente pela mesma pessoa: que os espíritos mortos possuem seres humanos, e que é porque lhes foi dito que eles vão reencarnar que eles procuram encarnar dessa forma .

RESPOSTA: Bem, você poderia dizer, da mesma forma, que os bloqueios, os preconceitos e as idéias preconcebidas dos médiuns - isso também é verdade - sairiam então por estar bloqueado para a verdade que um espírito altamente desenvolvido deseja trazer através. Um meio pode existir em muitas formas. Pode ser uma pessoa sensível ou altamente intuitiva que está aberta às forças espirituais de uma maneira, mas fechada de outras - tal pessoa atrairia então certos espíritos que estão na mesma crença bloqueada.

Você poderia simplesmente dizer, com a mesma justificativa, que existem espíritos muito bons ou espíritos menos desenvolvidos, mas eles ainda não estão à luz da verdade divina total e vêem apenas de acordo com seus preconceitos. Agora, existem muitos seres humanos que são pessoas muito espirituais, pessoas altamente desenvolvidas em certos aspectos, mas eles têm seus preconceitos. Ao saírem do corpo, esses preconceitos não são eliminados automaticamente.

Assim, por exemplo, um católico muito devoto - que fez dentro de sua própria religião o melhor que pôde, cresceu da melhor maneira - estará no Mundo Espiritual onde terá relativa luz e bem-estar, porque este é seu estado de consciência. Mas suas idéias preconcebidas começarão a entrar em um ambiente onde todos os outros espíritos estarão igualmente convencidos da verdade católica, e essa será sua experiência no Mundo Espiritual.

Se ele se comunicasse por meio de um médium, ele seria atraído por um meio que teria ideias iguais e que seria, então, supostamente uma prova.

Portanto, eu digo, o que os espíritos dizem por meio de um médium sobre os fatos da vida espiritual nunca pode ser uma prova por ouvir dizer. Mas eu digo que quando você se desenvolve dentro de seu Pathwork, sua própria purificação, seu próprio endireitamento de seus erros internos - isso é tudo que você precisa. Então você receberá de dentro de você mesmo as suas próprias respostas que são importantes para você.

Você não terá que aceitar o testemunho de ninguém; você vai pegá-los ou deixá-los; e você aprenderá a ter uma mente tão aberta, tão organizada, tão desimpedida, um espírito tão flexível no qual você pode realmente receber a iluminação interior que é importante exatamente para o que você precisa.

Caso contrário, essas se tornam questões argumentativas dogmáticas e doutrinárias, o que é tão inútil quanto quando as diferentes religiões argumentam entre si que cada uma tem a verdade. Fique longe disso.

Próximo tópico

Compartilhe