Leucemia

QA163 PERGUNTA: Eu conheço uma jovem que tem leucemia, que é quase invariavelmente uma doença fatal. Ela ainda é quase uma criança. Você poderia me dizer algo sobre essa doença, e ela pode ser revertida?

RESPOSTA: Bem, a reversão de uma doença é, em teoria, sempre possível. Mas é totalmente dependente da atitude interior da pessoa em questão. Pois, como todos vocês sabem, pelo menos em teoria - e alguns perceberam isso como uma realidade - a pessoa só morre quando quer.

Agora, se uma criança morre, é lógico que essa entidade em particular tenha contraído uma morte prematura antes mesmo de entrar nesta fase de existência. É a atitude do homem, novamente, de seu ponto de vista, que ele considera a morte uma tragédia. A morte não é uma tragédia. Não é uma tragédia.

Se, neste caso específico, uma reversão é possível, não posso dizer. Eu não vejo essa pessoa. Eu não vejo a psique dessa pessoa. Qual é o resultado dessa doença em particular, isso também não pode ser dito em poucas palavras, pois as possibilidades são muitas, e nem sempre são as mesmas para cada ser humano. Normalmente não há apenas um motivo, mas muitos motivos - espirituais, psicológicos e físicos - envolvidos em qualquer condição séria.

A única afirmação geral que posso fazer aqui é que essa alma provavelmente tem muito medo da expansão dos sentimentos, da expansão para a vida. Ao mesmo tempo, também pode haver certas razões para esta entidade não desejar estar aqui por um período de tempo.

Isso não é necessariamente aplicável a este caso, mas falarei aqui de forma geral para todo o seu entendimento como uma possibilidade: muitas vezes uma entidade escolhe certas condições e ambientes onde ela nasce, se desenvolve e vive, sabendo em sua consciência espiritual que certas tarefas devem ser cumpridas a fim de encontrar sua verdadeira natureza, seu verdadeiro ser.

Essa escolha, depois de um tempo, pode acabar não levando a esse desdobramento e tarefa em particular. Em outras palavras, o ser consciente não segue o que o eu interior se propôs a cumprir.

Se o eu interior reconheceu que o ser exterior separado - o intelectual externo, ser do ego obstinado - não está seguindo adiante, não encontrou as condições tais que nesta vida haja uma boa possibilidade de realização, as forças são retiradas, os fluidos são retirados.

Então, a vontade de morrer cria alguma doença. Mas isso não é uma tragédia. Do seu ponto de vista, sempre parece uma tragédia, já que você está tão empenhado em ver esta vida como apenas uma vida. Então tudo acaba - não importa quanta esperança, desejo ou medo você tenha - de que existe mais.

Ainda assim, você não está interiormente ciente do fato de que o ser é um continuum. Essa sensação de ser-é-um-contínuo vem proporcionalmente à superação do medo de si mesmo e de olhar para si mesmo. Essa é uma chave, meus amigos. Na medida em que você supera o medo de si mesmo, a natureza contínua da vida se desdobrará e se revelará a você.

Então, tudo parecerá diferente - tudo. A vida será diferente. A morte será diferente. A vida não será uma tragédia, nem uma dificuldade, nem uma tarefa árdua em que se vive de maneira monótona, ou onde se pensa: “Se apenas isso acontecesse, eu ficaria feliz e, se isso acontecer, seria terrível”. Nem a morte será algo que você possa temer.

 

QA171 PERGUNTA: Você pode dizer algo sobre o significado de uma doença como a leucemia?

RESPOSTA: Sim. Bem, a leucemia, por exemplo, é um enfraquecimento das energias vitais da vida. Diz respeito ao sangue, e o sangue simboliza a energia vital. O ser humano que sofre desta doença, no fundo, se resignou e não quer viver em um sentido de funcionamento energético.

Ele está particularmente relutante em expressar a vida ou deixar que a vida se expresse por meio dele em todas as funções humanas das paixões, no bom sentido, do amor e da sexualidade, de se posicionar na vida no sentido de alcançar a vida e ser alcançado pela vida . É um enfraquecimento que diz: “Não desejo tudo isso”. Esta é uma explicação muito abreviada. Isso também seria uma palestra total; isso é apenas um breve esboço.

Próximo tópico

Compartilhe