Dor Psicossomática

QA139 PERGUNTA: Gostaria de perguntar sobre minha mãe, porque ela está sofrendo muitas dores, e o médico diz que não consegue encontrar nenhuma razão física para isso. Eu me pergunto se você tem alguma mensagem que eu possa enviar a ela, ou algo que você possa me dizer sobre o que posso fazer para ajudá-la.

RESPOSTA: Bem, em tal estado, o corpo, as percepções físicas, estão tão confusamente misturados com as reações psíquicas, que é quase impossível separar os dois. Com pessoas mais jovens, isso acontece quando uma pessoa tem um sintoma ou doença chamada psicossomática. Mas a palavra psicossomático também nada mais é do que um rótulo, o que implica a verdade - a saber, que corpo e alma são um e o mesmo.

Não existe um limite tão tremendo entre a chamada doença orgânica real e uma doença psicossomática. Agora, quando o indivíduo está pronto para se livrar do corpo, dor não absorvida, dor mal interpretada, dores com as quais o indivíduo não chegou a um acordo durante a vida, então se manifestam como sensações físicas, que parecem tão reais quanto qualquer doença psicossomática parece real, pois é real. É real no sentido psíquico.

É claro que sua mãe provavelmente não é capaz de entender isso neste ponto, e talvez nem seja necessário que ela o faça, pois a absorção dessas dores é muito improvável durante esta encarnação. Virá mais tarde e não precisa assustar você, nem a ninguém. É um processo natural que se aplica a todos os seres humanos que não estão ativamente envolvidos em uma autoconfrontação muito rigorosa nesse caminho. É apenas um processo mais lento, só isso.

O que você pode fazer é, talvez você possa sentir até que ponto e - com toda a sua intuição, com toda a orientação que você possa solicitar - de que maneira você pode transmitir um pouco de tais pensamentos a ela, e ver até que ponto isso pode ajudá-la. Mas, de modo geral, acho que é mais provável que, quando o corpo não for mais um distúrbio, ela fique cara a cara com essas questões não absorvidas.

Próximo tópico

Compartilhe