Step Parenting

QA253 PERGUNTA: Há um lugar onde sei que realmente não assumo a responsabilidade como padrasto. Eu sinto a dor disso e gostaria de alguma ajuda sobre como dar o passo para dar mais, e também ajudar a ver como me encaixo na distorção que perpetua a separação dos pais dos filhos. Gostaria de saber como começar a compartilhar a responsabilidade parental com minha esposa.

RESPOSTA: Este problema está diretamente relacionado à sua necessidade ainda existente de ser você mesmo uma criança que tem um pai ideal para cuidar de você. Você está sofrendo por não ter isso e com tanta raiva que essa parte em você se ressente de ser algo para outra pessoa que você deseja e acredita que tem que viver sem.

É muito importante que você se conecte mais com esse ressentimento e essa voz de recusa em ser pai. Quanto mais você está consciente disso, mais é necessário reeducar essa parte e preenchê-la com a verdade.

A verdade é que você não é mais uma criança e nunca poderá ficar satisfeito como uma criança, mesmo que fosse possível gerar esse pai ideal. Você negligencia a fonte de sua própria riqueza interior, que poderia nutri-lo tão profunda e plenamente, dando aos outros, por exemplo, ao seu enteado. Você não vê que esta é a única maneira que você e a vida podem dar a você.

Próximo tópico

Compartilhe