Ausência de desejo

13 PERGUNTA: Até que ponto a ausência de desejos é um passo necessário em direção ao caminho da perfeição? Refiro-me especialmente às diferenças nos ensinamentos entre o Oriente e o Ocidente.

RESPOSTA: A ausência de desejo também é frequentemente mal compreendida, não apenas pelos ocidentais, mas também pelos orientais. Desnecessário dizer que algum desejo deve permanecer no coração humano. E é novamente a mesma velha história: o como é importante, o tom exato dele; a resposta não é sim nem não. Em outras palavras, de certa forma, deve haver desejo; de outra forma, o desejo deve cessar gradualmente.

O desejo deve permanecer para alcançar Deus, para experimentá-lo, para servi-lo e, servindo-o, para servir nossos irmãos e irmãs. Esse desejo não deve vir apenas do intelecto como um reconhecimento zeloso da coisa certa; este desejo por si só, ou melhor, sua realização, trará felicidade. Pelo crescimento espiritual, o que se deseja apenas muda. No entanto, a ausência de desejos deve se estabelecer no que diz respeito ao ego.

Novamente, esse tipo de desapego não pode vir forçando a si mesmo. É o resultado natural do crescimento espiritual; você pode atingir esse estado de ser apenas indiretamente. Também aqui é importante ser capaz de aceitar a dor de forma saudável, como já expliquei antes. Se você está assim contra a dor, se tudo se encolhe em você ao pensar nisso, deseja muito não sentir dor - e, portanto, não está desapegado.

Você tem que treinar para que sua dor, sua vaidade e seu conforto não importem nem um pouco mais do que a do próximo companheiro. Quando você sente cada vez mais que não é importante para si mesmo mais do que qualquer outra pessoa a quem você pode nem mesmo conhecer pessoalmente, e não se considera mais importante, então você está um passo mais perto do desapego - e, portanto, da felicidade.

Enquanto você estiver nas garras de seu ego com seus medos e ansiedades, você não pode viver no presente. Você às vezes vive no passado - e isso é ruim. E também é verdade que muitas vezes você vive no futuro que, à sua maneira, é igualmente ruim. Isso também se aplica a pessoas idosas.

Quando você acredita que é importante pensar no amanhã ou na próxima hora, você não vive este exato momento. O que isso significa? Isso significa que existe algum desejo relacionado com o futuro. A ansiedade vem do tipo errado de desejo. Se você tem medo de algo, deseja que isso não aconteça.

O mesmo ocorre com a maioria de vocês; você vive quase toda a sua vida de alguma forma no futuro e, portanto, deixa a vida passar. Você perde ver e apreciar as coisas mais bonitas bem na frente de seus olhos. Você não os vê porque está muito ocupado com seus desejos. O Agora está perdido para muitos de vocês por causa de seus desejos. Se esse tipo de desapego não for alcançado, você perderá constantemente a felicidade do Agora.

Eu imploro a todos vocês, meus amigos, para quem o pensamento de ausência de desejo ou desapego ainda é um pouco assustador, não pensem nisso. Virá como um subproduto, se e quando você seguir este Caminho da felicidade.

Próximo tópico

Compartilhe